Africa Islam

Publicado: abril 18, 2014 em Diversos

Africa Islam – um belo e rico site em informações.

 

 

O Islam na África é um fenómeno que remonta ao século VII, quando pela primeira vez um exército muçulmano, saindo do Oriente, chega ao Egito. Este é o primeiro de vários episódios que marcará a consolidação do Islam, e que mudarão os rumos das estruturas política religiosa e cultural de parte do continente africano. Até o século XVI o Islam cobre todo norte da África, parte da África Oriental e alcança também a região oeste da África.

Entretanto, para o foco do Blog falaremos sobre a islamização na região conhecida atualmente como África Ocidental e parte do Saara. É necessário ter em mente a mudança drástica que as regiões que foram incorporadas ao mundo islâmico sofreram no decorrer do tempo.

Iremos elucidar, por meio de um recorte histórico preciso (séc XVII – XVI), as mudanças ocorridas nesse período no oeste africano, mais precisamente no Mali, deixando de lado a chegada dos primeiros muçulmanos ao Egito.

Quanto às fontes, devido à carência vigente de material em língua portuguesa que trate do islã na África, recorremos a textos clássicos na língua original que tratem do tema, assim foram consultadas obras como de Ibn Batuta, e também o clássico Tarikh AS-Sudan de Al-Saa´di, Uasf Ifriqia (Descrição da África) de Leão, o Africano também figura entre os livros consultados, além deles, uma variedade de artigos sobre o tema foram usados como referência.

Geografia do Reino do Mali

 

Quanto à geografia, tem-se dividido a região do Mali em cinco territórios, sendo considerado um dos maiores reinos do Sudão Ocidental(FAITORI,1998), esses territórios são:

  1. Mali que intermédia os territórios que compõe o reino como um todo, e se localiza entre o território Soussou e Coco, e sua capital é Beni  ou Beiti;
  1. Soussou que se localiza a oeste do território do Mali, seu nome (Soussou) foi tomado devido ao nome de seus habitantes;
  1. Gana que esta a oeste de Soussou e se estende ate o Oceano  Atlântico e sua capital é Gana, seu habitantes se islamizaram com o início da conquista islâmica;
  1. Coucou que esta localizada a leste do território do Mali e sua capital é Coucou;
  1. Takrur que se situa a leste de Coucou e sua capital é Takrur

 

O Reino do Mali visto pelos seus contemporâneos

O Reino do Mali formou juntamente com o Reino de Gana e Senegal características peculiares na região do Sudão Ocidental “Oeste da África” por um período longo.  Devido à falta de informações não se sabe exatamente a origem primeira da formação desse reino, uma vez que ainda hoje todas as informações dependem dos viajantes e historiadores da época.

Assim, tem ajudado a tarefa de investigar o passado do Mali os trabalhos de Ibn Khaldun em sua incrível história, a além dele, Qalqashandi e Ibn Batuta que mostraram a história do Mali ate fins do século 14. Talvez seja Abu Ubaidallah Al Bakri o primeiro dos autores árabes a mencionar o Mali no século XI(FAITORI,1998,p.259) ,se refere a esse reino como Malal, citando um rei chamado Al Muslimani que se converteu ao islã, apesar disso seus súditos continuaram seguindo o credo local (M´BOKOLO ,2003, p.135).

Por volta de um século mais tarde, Idris confirma essas informações, provavelmente recolhidas por meio dos relatos de Al-Bakri, mas acrescenta informações adicionais ao relato deste último, afirmando que existem duas cidades no reino: Malal e Uru (FAITORI,1998,p.260) . AS-Sa´adi afirma em seu Tarikh Sudan( História do Sudão) que elas já existiam na época que remonta ao domínio de Gana, e isso antes da chegada do islã, e durante esse tempo, Gana foi governada por vinte e dois reis enquanto o Mali crescia e aumentava seus limites gradativamente na região de Kanjaba no Rio Níger(AS-Sa´di,p.180). Outra fonte não menos importante é o relato de Leão, o Africano em seu livro A Descrição da África o qual menciona o Reino do Mali situado ao longo de um dos afluentes do Rio Níger, e que se estende por trezentas milhas.(UAZZAN,1983,p.164)

 

Islã em Mali

 

            Inicialmente, o islã chega a Mali por meio de comerciantes islâmicos, juristas, e missionários. Esses grupos concentraram seus esforços em manter contato com a classe governante de Gana[1], uma vez que mantendo contato com essa classe todo o resto da sociedade poderia ser influenciado. Segundo Al-Bakri, o primeiro rei muçulmano do Mali se converteu ao Islã por influência de um missionário islâmico que freqüentava a sua corte, e no final das contas o rei adota o islã como sua mais nova religião. Os súditos do rei continuaram a seguir os cultos locais a despeito da nova religião do rei, conhecido desde então como Al-Muslimani

            O fenômeno da expansão islâmica no Mali difere de região para região. O islã já tinha chegado ao norte do Mali quando da conquista islâmica ao norte da África no século VII. Enquanto no sul vemos que apenas no tempo dos Almorávidas, século XII, o islam conseguiu se estabelecer. A diferença entre regiões baseia-se na maneira de propagar a fé. O método de propagação da fé mais ao norte recorria a textos árabes originais, resultando uma maior fixação e criando uma versão mais literal da religião. Por sua vez, o sul dependia dos ensinamentos de sufis. (FAITORI,1998,p.267).

            Entretanto devemos ter em mente que a expansão do islam no Mali se consolidou em três fases. A primeira fase, onde se consolidou por meio de missionários e juristas islâmicos. A segunda fase inicia-se com a formação política precoce do Reino do Mali no século XII pelas mãos dos Almorávidas, e a terceira fase ocorreu a partir de grupos Mandi que substituíram os Almoravidas, e trataram de propagar a fé islâmica entre os demais  que ainda seguiam com seus cultos, essa fase foi marcada por conquistas militares associadas à religião.(FAITORI,1998,p.268)

No tempo de Ibn Batuta o islã já era uma religião poderosa que tinha criado uma forte base na sociedade do Mali. As narrativas desse viajante muçulmano mencionam mesquitas lotadas pelas sextas feiras, dessa maneira, observa-se o vinculo da população à religião. Outra observação importante foi o interesse das autoridades do Mali em educar seus súditos à maneira islâmica. Muitos sábios e juízes islâmicos foram levados de diferentes lugares como Egito, Andaluzia, Marrocos ao Mali.  Há registros de narrativas que apontavam que a cidade de Jene tinha aproximadamente 4200 sábios islâmicos.(IBN BATUTA,1902,p.242)

Não apenas sábios e missionários foram usados para propagar o islam, com o tempo, tribos que já tinham sido islamizadas travaram guerras contra as demais que ainda não haviam aderido ao islã , como Sai´id AL-Magreb disse “ os habitantes de algumas regiões eram infiéis no tempo de Al-Bakri, mas abraçaram o islam em seu tempo”.(MAGREBI,p.90)

Politicamente, o islam passou a dominar a estrutura política do Reino do Mali, tanto os ulama(sábios islâmicos) como  os reis conseguiram que gradativamente o islã tomasse de conta da vida social daquele reino. A clássica viagem de peregrinação de Mansa Mussa à Mecca mostra o quanto a religião era importante, alem do mais, alguns reis atribuíam sua origem a personagens islâmicos antigos e famosos, de maneira que tal atribuição seria uma maneira de legitimar o poder do soberano.

O islam conseguiu criar fortes bases no Mali ao longo de aproximadamente meio século,  de simples mercadores muçulmanos que cruzavam o Saara para fins comerciais no Mali. O papel dos missionários na expansão islâmica foi aumentando, mais tarde após a consolidação da autoridade política islâmica surgem exércitos islâmicos que levaram a cabo a tarefa de aumentar as fronteiras do Dar Al-Islam.  Além do mais, surgem no Mali uma incrível  cultura, que criou escolas, mesquitas e universidades, fazendo com o que o Reino do Mali desfrutasse de certa estabilidade, a lendária viagem de Mansa Mussa mostra o tamanho da grandeza desse novo Mali surgido pelo contato com os primeiros missionários mercadores islâmicos.

O Mali islâmico mostra as diversas modificações que esse território sofreu ao longo de cinco séculos de presença islâmica,mostrando que a religião de alguma maneira influenciara em todos os aspectos da vida local, seja a vida pública, quanto a privada. Ao longo desses séculos, o Mali passou vários momentos, que envolviam desde florescimento comercial até o declínio. Entretanto não devemos esquecer o papel que essa região teve para a cultura islâmica a despeito de sua distância em relação aos centros de estudos islâmicos clássico como Bagdá, Damasco e Cairo.

 

عطية محزوم فيتوري ,  دراسات في تاريخ شرق افريقيا و جنوب الصحراء (مرحلة انتشار الإسلام)

FAITORI,Atia, Mahzum. Estudos em História do leste da África e Sul do Saara(Fase Propagação do Islam).Tradução livre de Caminhandonaluzdoislam.blogspot.com,1998. Universidade Qariunis

p.259-

 

إبن بطوطة, تحفة النظار في غرائب الأمصار و عجائب الأسفار

BATUTA,Ibn. Obra prima para apreciadores de curiosidade das terras e maravilhas das viagens. Vol. 2.  Tradução livre de Caminhandonaluzdoislam.blogspot.com عبد الرحمان السعدي , تاريخ السودان 1964 باريس  ص182

 

AS-SA`DI, Abed Rahman. História do Sudão. Tradução livre de Caminhandonaluzdoislam.blogspot.com. Paris, 1964 p.182

 

الحسن الوزان , وصف افريقيا ترجمة محمد الحجي و محمد الأخضر دارالمغربي الإسلامي بيروت 1983 ص 164

UAZZAN, Al-Hassan, Descrição da África.    Tradução de Muhammad AL-Hajji e Muhammad Al-Akhdar (Francês –árabe) tradução livre de Caminhandonaluzdoislam.blogspot.com (árabe-português). Dar Magrebi Islami, Beirute,1983 p.164

 

[1] Gana: devemos considerar aqui Gana como mais uma região do Mali, isto é, fazendo parte do Império do Mali

Entretanto Gana se enquadrava na categoria de região semi-independente, o soberano de Mali seria um figura simbólica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s